sexta-feira, 29 de julho de 2016

ANIMAÇÃO BRASILEIRA VENCE FESTIVAL INTERNACIONAL DA CRIATIVIDADE DE CANNES


   A animação brasileira “Malak e o Barco”, baseada na história real de uma menina de sete anos, alerta sobre a crise humanitária na Síria e os abusos contra menores de idade.
   O curta foi produzido com a participação de voluntários brasileiros a pedido da UNICEF e ganhou cinco Leões em Cannes, entre eles o “Grand Prix for Good”, que é o prêmio máximo do Festival. O filme faz parte do projeto "Contos que não são de fadas".
   A animação, com duração de dois minutos, mostra a batalha enfrentada pela menina síria Malak, que foi sobrevivente de um barco com refugiados que cruzou o Mediterrâneo.


    “A ideia foi reproduzir histórias reais de crianças narradas por elas, no formato de um desenho animado, mostrando que nem todas as situações são apropriadas a elas”, afirma o paulistano Adhemas Batista, diretor de design do curta.
   Ao todo, outros 10 brasileiros participaram da premiada animação, que foi produzida no Brasil e em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Adaptado do conteúdo da página: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário